O significado das cores e qual é a sua importância para as marcas

O significado das cores e qual é a sua importância para as marcas


Você já deve ter ouvido falar que o vermelho dá fome e o azul transmite segurança.
Mas de onde é que vem o significado das cores? Entenda, a seguir, um pouco de seu estudo, o que cada cor desperta nas pessoas e como atribuir as melhores características para a sua marca.


Psicologia e Teoria das Cores

Tanto a Psicologia das Cores quanto a Teoria das Cores são estudos que nasceram com a necessidade de compreender melhor os efeitos desse fenômeno óptico no ser humano. Esses estudos realizaram testes e, a partir de seus resultados, agruparam comportamentos em comum e as experiências individuais de cada ser para gerar significados.

Um dos livros de grande importância para esse estudo é A Psicologia das Cores, de Eva Heller. Na obra, a escritora apresenta recortes de um estudo feito em seu país, a Alemanha, com duas mil pessoas de diversas idades e profissões. O resultado gerou uma ampla base de estudo da compreensão humana sobre as cores e suas tonalidades.


Significado das cores nas marcas

No design de marcas, esse material é utilizado para construir identidades visuais mais coerentes e atrativas. Isso porque a teoria permite guiar a decisão de se utilizar uma cor ou outra (ou mais cores), com mais assertividade. Veja abaixo qual é o significado de cada cor e o que elas transmitem de acordo com Eva Heller:

Vermelho




Vermelho é a cor do amor e da paixão, mas também pode representar sentimentos opostos como a agressividade e o ódio. Por essa contradição em seus significados, a cor pode agradar ou desagradar pessoas diferentes na mesma intensidade.

Além disso, o vermelho desperta sensações de calor e proximidade. É comumente utilizada em restaurantes por conta dessas características, bem como em negócios que desejam reforçar ideais românticos, atrativos e/ou sensuais.


Laranja




A segunda cor do arco-íris é a cor da diversão e do prazer, é cheia de sabor e carisma. É a mistura exata da energia do vermelho e da alegria do amarelo. Nas marcas, é nítido como os tons de laranja abordam questões voltadas à sociabilidade e amizade.


Amarelo




O amarelo é cheio de luz (o sol, o verão), uma cor que carrega otimismo e a amabilidade - a capacidade de amar. Mas justamente por ter muito brilho, também pode representar a avareza e a inveja.

As marcas que usam essa cor como a principal possivelmente querem destacar pontos enriquecedores do seu negócio, iluminando suas melhores características.


Verde




O verde é natural, e muitas de suas características se relacionam a essa primeira: a tranquilidade, a segurança, a esperança e a juventude. Mas também pode indicar elementos venenosos ou tóxicos

Marcas que optam pela predominância do verde constantemente remetem à natureza, ao frescor e saúde. É uma cor limpa, clara e tão apreciada quanto a próxima.


Azul




Azul é a cor favorita da maioria das pessoas, segundo Heller. Isso porque é uma cor com predominância de características positivas: a confiança, a simpatia e a amizade são algumas delas. Assim fica difícil não gostar dessa cor!

Geralmente, as marcas que optam pelo azul querem transmitir segurança e autonomia aos seus clientes. Marcas relacionadas a tecnologia e a ciência, por exemplo, são as que mais representam esses significados da cor.


Violeta




O violeta, o roxo, o lilás… Uma cor que é facilmente interpretada como a original e singular entre as demais. O violeta tem atributos místicos e extravagantes que podem despertar até mesmo a curiosidade e a criatividade.

Empresas que desejam transmitir poder também podem apostar em tons de roxo.
A vaidade e até mesmo a sensualidade podem ser outras características levantadas por essa cor.


Rosa




Para adoçar e representar a ternura temos o rosa. Essa cor também tem significados fáceis de serem interpretados pela maioria das pessoas, como a delicadeza e a sensibilidade, especialmente em seus tons mais claros.

Produtos e serviços mais delicados costumam optar pelo rosa, como empresas de doces ou de produtos infantis. Mas há um uso bastante criativo do rosa em combinação a outras cores, gerando sensações diferentes dessas.


Marrom




O marrom representa o aconchego, uma sensação de segurança. Quando combinado com cores alegres, como o amarelo ou o laranja, seus ideais positivos se intensificam. Nesse caso, marcas que usam a cor marrom possivelmente expressam esse aconchego em sabores e cheiros - de chocolate, de café, entre outros.


Dourado




O dourado é comumente associado ao luxo e à ostentação, por conta de um elemento em específico: o ouro. Mas também é a cor da celebração, da sorte e da beleza.

Assim fica fácil compreender que, quando uma marca possui uma linha de produtos ou serviço mais refinado, provavelmente estará usando o dourado em sua identidade visual.


Prata




Velocidade, modernidade e dinamismo são algumas das interpretações geradas pela cor prata. Tem uma certa frieza, lembranças do metal, mas que se adapta positivamente dependendo do segmento e das combinações com outras cores.

No design de marcas funciona de forma semelhante ao dourado: tem um certo requinte, mas sempre voltado a novas tecnologias e produtos mais modernos.



Preto e Branco




Preto e branco podem trazer significados opostos, mas que de certa forma se complementam. Enquanto a primeira cor é dura, poderosa e elegante, o branco traz leveza, delicadeza e objetividade.

Muitas marcas optam por essa combinação clássica, mas que não tem nada de neutra: apesar de cores que, para alguns, nem ao menos são cores, ambas se expressam de forma única e juntas ressaltam estabilidade e sofisticação.

Além do significado das cores, há estudos sobre a composição de mais tons e o que cada uma representa para o espectador. Por isso, uma definição que antes parecia simples, mostrou-se minuciosa e cheia de poder comunicativo que deve ser usado favoravelmente no design de marcas.


Fontes:


HELLER, Eva. A psicologia das cores: Como as cores afetam a emoção e a razão. São Paulo: Editora G. Gili, 2013.



Comentários